21.10.08

eu vou e volto

eu fui e voltei, de novo, todos os dias, alguns para baixo, outros para cima, mas eu sempre volto...
ouvi histórias bonitas, tristes, bonitas, escrevi algumas delas, sonhei filmes de terror e de magia. hoje estou aqui. chorei, ri, falei, pensei, me aquietei, vi. ver é o meu sentido, ver a janela que passa rápida pelas árvores, ver as pessoas cabisbaixas. ver é sentir, ver é querer tirar a venda dos olhos medrosos, preguiçosos, acomodados. ver é ouvir.
a voz continua baixa, um poco mais firme, o medo dos outros, do inferno está diminuindo, a linha do meu contorno está se firmando, tênue e colorida. encontrei as cores mais uma vez, o branco tem mais graça e é mais doce.
o preto está mais neutro e eu estou mais transparente. eu ainda não sei, não me pergunte, estou aqui para olhar, tudo e cada centímetro, assim como cada suspiro de açúcar e de ar. o sabor passa suavemente, passando, continua a fluir.
hoje estou aqui.